terça-feira, 7 de julho de 2009

A transformação

Eu tinha meus próprios ideais,
Não ligava para o que poderia acontecer.
Idéias anormais
Que não iam proceder.

Eu pensava que tinha amor.
Eu imaginava que tinha dor
Em mim.
E via meu fim
Sem, ao menos, perceber
Que, se continuasse, ia morrer.

Mais uma vez, o sol nascia
E eu nem percebia
Que não queria sentir
O vazio que não queria sair.

Pela primeira vez na vida,
Um dia, agi de forma correta:
Aceitei a Jesus Cristo
E estou seguindo a Bíblia.