domingo, 24 de outubro de 2010

Viajantes do tempo - 3º capítulo

No capítulo anterior, um dinossauro (isso mesmo!) põe a vida dos nossos aventureiros em perigo...

Depois de correr muito, os amigos despistam e continuam andando. A noite chegou e com ela, o cansaço. K’margo sugere um abrigo para passar a noite. Todos concordam mas preferem que cada um faça a sua própria cabana. As cabanas prontas, eles resolvem se reunir ao redor de uma fogueira. K’lango não aparece. K’margo a procura até que a acha na cabana. K’margo pergunta o que estava acontecendo com ela:

- Você sabe...
- Toyn?
- Sim. Claro, né!
- Ô, amiga, relaxa! Se ele realmente não gosta de você, é melhor esquecê-lo.
K’lango reconhece que aquilo é o melhor a fazer. “Você tem que fazer com que ele sinta a tristeza que te causou” diz K’margo, arquitetando um plano maldoso. As duas saem da cabana e vão ao lugar onde está a fogueira. Mas, antes, K’lango troca de roupa e põe uma de suas blusas superindiscretas. Inevitavelmente, Toyn repara em seu decote mas disfarça. K’margo, Toyn e Mamuth comem seus lanches que ainda estavam nas mochilas. Os outros encontram frutas.
Muito, muito, muito distante dali, K’langueth tentava descobrir um jeito de tirar seus amigos da idade da pedra até que ela consegue...