quinta-feira, 14 de junho de 2012

Uma nova fase

Os corações batem mais forte.
Os ventos sopram compassadamente. Ventos de mudança?
Pouco a pouco, vejo-me progredir enquanto me prendo ao passado.
Inevitável olhar pra trás e perceber onde estou e quanto corri.
Agora, assisto aos momentos sem muito zelo; o tempo está passando muito rápido.
Vou embora. Vou deixá-los e eles a mim.
Sentirei saudades da rotina, das tristezas, das plantas podadas, dos risos, dos raros silêncios...
Meus olhos se dirigem a um futuro que eu não quero encarar, mas preciso.
Sigo.