segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Exalando arte

 O problema da confusão que fazemos com nossas vidas. Não percebemos que, muitas vezes, falta tão pouco.
Desenho de ociosidade. Imaginem poesia. Rostos de geometria e brisa.