terça-feira, 1 de setembro de 2015

Significâncias I

Eu escolhi um vestido estampado e ataviei o cabelo com flores. Você escreveu uma coroa de ramos que eu não poderia deixar de criticar. Eu me apressei, olhei pra tanta coisa. O relógio não pára pra ninguém, muito menos pra quem esqueceu de calçar as sandálias. Mas você me parou e olhou tão profundamente para a minha efervescência que eu não pude continuar. Aí, você me presenteou com o beijo na bochecha mais significativo. Eu só podia aproveitar pra amarrotar minha pressa.

Inspirado em O Beijo (Klimt, 1907-1908)